Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território
  • Reconhecendo o Território

Reconhecendo o Território

O Quadrilátero Ferrífero localiza-se na porção centro-sudeste do Estado de Minas Gerais ocupando uma área aproximada de 7.000 km2. Esta região recebeu este nome devido aos depósitos de minério de ferro que ocorrem numa área que tem como vértices as cidades de Itabira, a nordeste, Mariana, a sudeste, Congonhas, a sudoeste e Itaúna, a noroeste.

A área proposta para o Geoparque abrange aproximadamente 6.500 km2 da região do Quadrilátero Ferrífero.

Envolve a área de vários municípios, que têm economia baseada na extração mineral e na metalurgia. A região possui uma localização privilegiada, com boas opções de acesso, já que está situada em parte na região metropolitana de Belo Horizonte. Engloba os municípios de: Bom Jesus do Amparo, São Gonçalo do Rio Abaixo, Barão de Cocais, Santa Bárbara, Catas Altas, Alvinópolis, Mariana, Ouro Preto, Ouro Branco, Congonhas, Jeceaba, Belo Vale, Moeda, Itabirito, Rio Acima, Brumadinho, Mario Campos, Sarzedo, Ibirité, Nova Lima, Raposos, Sabará, Caeté, Belo Horizonte, Santa Luzia no Estado de Minas Gerais.

Museus, igrejas, construções seculares, arte, artesanato, música, educação, história, desenvolvimento, terra fértil, solo rico e que contas histórias milenares. Tudo isso e mais é encontrado no quadrilátero ferrífero.

Legitimar e promover um território assim: histórico, rico em natureza e geologia e em seres humanos. Reunir tudo isso para pensar em um futuro melhor, socialmente mais justo, mais ambicioso economicamente, um local ecológico e sustentável. Essa é a meta de um geopark.

Atualmente, o Brasil possui 32 projetos de Geopark. E é por isso que estamos aqui. Para apresentar, o nosso candidato a entrar para a rede mundial, o Geopark Quadrilátero Ferrífero.

Navegue também pelas serras

Promotoria

Apoio Técnico:

GGN

Apoiadores Financeiros:

CNPQ  Finep  Fapemig

Parceiros:

INCT Acqua  Codap  Cedecap

Uma realização:

Instituto Quadrilátero  Geopark Quadrilátero Ferrífero

Produção:

Orange Editorial

Curadoria Digital: Helio Martins

Textos: Thais Pacheco

Imagens: Bruno Senna, Helio Martins - Raw Filmes

Interpretação da paisagem: Doutora Jeanne Cristina Menezes Crespo

Ilustrações: Leandro Moraes - Estúdio Caraminholas

Música: Sergio Pererê

Coordenação Geral: Renato Ciminelli - Presidente do Instituto Quadrilátero / Geopark